O que fazer quando o pediatra está em férias ?
24 de abril de 2017
Meu filho tem constipação?
24 de abril de 2017

Crianças que ficarão, de alguma forma, expostas ao sol necessitam de alguns cuidados, para que se previna problemas como queimaduras, desidratação e maior risco de tumores de pele no futuro.

Fique atento ás recomendações abaixo, para curtir o verão com as crianças, sem surpresas desagradáveis.

 

 

As crianças não devem ser expostas diretamente ao sol entre 10 e 17 horas

 

Recomenda-se exposição direta no máximo de 15 minutos ao dia, nos horários permitidos.

 

O uso de protetor solar só é permitido para crianças acima de 6 meses de idade

 

Preferir protetores solares específicos para crianças com fator de proteção solar acima de 15. Os melhores são aqueles com fator 30 que protegem contra raios UVA e UVB.

 

O protetor deve ser aplicado, de forma abundante, no corpo todo, 30 minutos antes da exposição ao sol e reaplicado cada vez que a criança sair do mar ou piscina. Se o passeio for mais prolongado, deve-se utilizar o produto várias vezes.

 

Mesmo se a criança estiver usando protetor solar, ela deve ficar protegida da ação direta do sol, sempre que possível. Sob o guarda-sol, com chapéu (melhor do que boné, pois protege a nuca), com camiseta e bermudinha.

 

Lembre de oferecer água e líquidos que a criança costuma ingerir com freqüência, mesmo se a criança não solicitar, para garantir a hidratação adequada

 

 

 

carlos
carlos
Médico Pediatra formado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Fez Residência Médica em Pediatria pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Membro da Sociedade Brasileira e Paulista de Pediatria. Faz parte do Corpo Clínico dos Hospitais Albert Einstein, Sírio Libanês e Santa Catarina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *