Souflê de Legumes
24 de abril de 2017
A respiração do bebê
24 de abril de 2017

Ao mesmo tempo em que tem diversas preocupações com o sol, deve-se levar em consideração a importância de tomar sol para obtenção da vitamina D.

Infelizmente, cerca de 80% das pessoas que vivem em um ambiente urbano, são carentes em vitamina D. Isto porque elas passam grandes períodos de tempo em locais fechados e não se expõem ao sol.

Diversos estudos tem apontado a Vitamina D como essencial para:

– promover a fixação do cálcio para a formação dos ossos, diminuindo o risco de osteoporose

– níveis adequados da substância assegurariam um melhor preparo para enfrentar as doenças, ou seja, melhora o sistema imunológico;

Podemos conseguir a vitamina D através da alimentação?

Alimentos como sardinha, atum e gema de ovo fornecem pequenas quantidades de vitamina D. Porém cerca de 90% do que necessitamos é produzido pelo próprio organismo enquanto nossa pele fica sob o sol.

Por essa razão, a exposição solar diária é essencial para a saúde dos pequenos.

Então como conseguir a quantidade adequada de vitamina D?

Basta levar seu filho para passear ao ar livre, com os braços e pernas de fora, pois a quantidade de vitamina D que será absorvida é proporcional a quantidade de pele que está exposta.

O banho de sol deve ocorrer antes das 10 horas da manhã ou depois das 4 horas da tarde. Aí, é só fazer com que ele permaneça sob o sol durante 15 minutos.

O que a falta desta vitamina pode causar?

A falta da vitamina D no organismo pode ser identificada em testes laboratoriais, pela análise do cálcio na urina (se houver pouco, é um sinal de alerta) ou por exames de sangue.

Não costumam se manifestar sintomas em adultos, exceto por uma eventual dor, cansaço ou falta de equilíbrio.

Em gestantes a falta pode levar a abortos no primeiro trimestre. E no final da gravidez, a carência do nutriente favorece a pré-eclâmpsia e aumenta as chances da criança ser autista.

As crianças com deficiência de vitamina D podem desenvolver raquitismo — doença que inclui fraqueza e perda óssea.

Existe o risco de deficiência de vitamina D durante o inverno, pois os raios solares nesta época não permitem a produção adequada de vitamina D.

A necessidade de vitamina D é individual e pode variar consideravelmente, dependendo de vários fatores, por isso não deixe de consultar o pediatra sobre a quantidade de vitamina D adequada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *