Doença Celíaca – o que é importante saber?
24 de abril de 2017
Sinais e Sintomas mais comuns na criança de 1 ano
24 de abril de 2017

Nessa fase a criança fica menos doente. Isso acontece porque grande parte do calendário vacinal já está quase completo, o sistema imunológico já está mais maduro e a criança mais resistente. É um período de calmaria, em relação à processos infecciosos. Ainda sim é comum acontecer:

 

Febre

Trata-se da elevação da temperatura corpórea. É considerada febre a temperatura axilar, medida por meio de termômetro, que está acima de 37,8 °C.

– O período do dia (no final da tarde a temperatura da criança é maior do que à noite ou pela manhã), a atividade física e a quantidade de roupas influenciam a temperatura corporal normal da criança.

– É uma resposta do organismo a uma situação em que ele se defende de algum agente agressor, como uma infecção.

– As causas mais comuns da febre são infecções benignas: gripes, otites.

– A febre pode ser tratada com antitérmicos prescritos pelo médico. Além disso, deve-se reduzir o número de roupas e dar banho.

– Quando a febre preocupa mais (sinais de alerta):

– Crianças de qualquer idade com febre acima de 39 °C.

– Crianças de qualquer idade, com qualquer intensidade de febre, que estejam abatidas e prostradas (sem brincar) ou que apresentem outros sintomas associados à febre, como falta de ar, manchas na pele, vômitos ou diarréia.

 

Tosse

Trata-se de um mecanismo de defesa do sistema respiratório diante de um agente agressor, inflamatório ou infeccioso. Pode ser seca ou produtiva (com catarro). Diversas doenças levam a quadros mais ou menos intensos de tosse. Como se trata de um mecanismo de defesa, a tosse não deve ser inibida. Ajuda muito o uso de remédios fluidificantes (que deixam a secreção menos espessa, favorecendo a expectoração), como lavagem do nariz com soro fisiológico e inalações.

 

Gripes e resfriados

Gripes e resfriados são processos infecciosos das vias aéreas superiores que ocorrem com muita frequência. São causados por tipos diferentes de vírus.

 

Os sintomas mais comuns são:

– Febre, que pode ser alta, mas não dura mais do que 3 ou 4 dias.

– Obstrução nasal.

– Tosse, que pode ser produtiva (com catarro) ou mais irritativa (seca).

– Queda do estado geral (a criança não quer brincar, fica prostrada e não come direito).

 

Geralmente a gripe e os resfriados passam sozinhos (após uns 5 dias) e não trazem complicações à criança além do incômodo.

 

Broncoespasmo

É o chiado no peito acontece em crianças que tem mais alergias ou que estão com uma gripe mais forte. Os sintomas são dificuldade para respirar, “chiado” quando coloca o ar para fora e força para fazer os movimentos da respiração.

 

No caso de dúvida, marque uma consulta para conversarmos melhor.

 

 

carlos
carlos
Médico Pediatra formado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Fez Residência Médica em Pediatria pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Membro da Sociedade Brasileira e Paulista de Pediatria. Faz parte do Corpo Clínico dos Hospitais Albert Einstein, Sírio Libanês e Santa Catarina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *